Xamanismo & Ciência


Mais uma vez a ciência tropeça no conhecimento 'místico'. Em reportagem da Planeta na Web intitulada A Profecia Maia: uma transformação do sol de Débora F. Lerrer, os cientistas afirmam ter descoberto uma nova faceta da radiação solar: a capacidade de enviar comandos através do universo. Esses comandos por suas vez seriam emitidos de um 'sol' maior, superior, que influenciaria as coisas no seu nível mais sutil, causando grandes reviravoltas para todos os seres viventes.

Os cientistas alegam que o povo Maia com seu famoso calendário, abandonou suas ainda mais famosas cidades e templos de pedra devido à alterações nas radiações solares.

O que o Caminho do Guerreiro tem a ver com isso. Como o próprio artigo aponta (parabéns à Planet Web pelo bom trabalho) os Maias eram um povo altamente influenciado pelos Toltecas. A extensão dessa ligação se perdeu no tempo como quase tudo relativo aos Videntes Antigos*. As energias solares que comandam as coisas foram interpretadas pelos Videntes Antigos como as Emanações da Águia. A Águia (ou o Mar Escuro da Consciência, para alguns) é o sol superior da qual essas energias provem. As Emanações da Águia são as ordens que regem o que é.

Os Guerreiros se prestam a seguir as Ordens da Águia, e por sua vez, encontram-se em posição de fazer das mesmas a sua vontade, num relacionamento quase simbiôntico, a vontade (vale a pena conferir o ultimo post da Isa) do Guerreiro se torna a Ordem da Águia, e vice-versa. É daí que provem o Poder dos Guerreiros Toltecas, de sua ligação intrínseca com o universo a sua volta.

O texto persegue para um devaneio sobre o calendário Maia, que termina no ano 2012. Um novo ciclo de emanações de radiação solar se aproxima e as opiniões sobre o que isso significa para nós pobres mortais vão do apocalíptico aos neo age. Mas, se você me permite uma opinião:

Temos quatro anos para nos tornar Guerreiros Impecáveis. Tudo chega ao fim e esse mundo não é exceção. Nunca se sabe...


* Videntes Antigos, ou xamãs do México antigo, é o termo utilizado pelo Nagual Juan Matos para designar os 'feiticeiros' toltecas que deram início a esta tradição. Foi apenas com a chegada dos espanhóis, entretanto, que os sobreviventes dos alunos dos Videntes Antigos, os Novos Videntes, desenvolveram o Caminho do Guerreiro, para evitar que os erros e obsessões de seus predecessores se repetissem nas linhagens por vir.

2 comentários:

oanonimo disse...

Olá! Parabéns pelo blog! Ele se tornou um centro de informações para mim!

Obrigado

Soraia disse...

Olá!
O link para o texto não funciona mais.
Encontrei outro link em:

http://danielcaixao.multiply.com/journal/item/424/424

Muito bom!

Praticas Toltecas Essenciais